Lançamento de “Perdidas – Histórias para crianças que não têm vez”

Revoltados com as recentes e repetidas mortes de crianças por bala perdida — como a de Maria Eduarda, de 13 anos, assassinada por bala perdida, na própria escola; ou Arthur, baleado quando ainda estava na barriga da mãe — mais de 30 autores nacionais toparam o convite da São Paulo Review para escrever contos, poemas e crônicas homenageando esses meninos e meninas. Os textos acabam de ser reunidos pela editora Ímã, no livro Perdidas – histórias para crianças que não têm vez. O lançamento acontece amanhã (dia 22), no Rio de Janeiro
Com organização dos escritores Katia Bandeira De Mello Gerlach e Alexandre Staut, editor da São Paulo Review, o volume traz textos de Alberto Villas, Alex Andrade, Alexandre Brandão, Andrea del Fuego, Anita Deak, Claufe Rodrigues, Cristina Judar, Daílza Ribeiro, Débora Ferraz, Edney Silvestre, Eliana Alves da Cruz, Eltânia André, Gil Veloso, Henrique Rodrigues, João Anzanello Carrascoza, Katia Bandeira de Mello Gerlach Leandro Jardim, Lúcia Bettencourt, Marcelo Ariel, Marcelo Moutinho, Marta Barbosa Stephens, Martha Batalha, Micheliny Verunschk, Mário Araújo, Márwio Câmara, Noemi Jaffe, Paula Fábrio, Rreynaldo Damazio, Ricardo Ramos Filho, Robson Viturino, Rodrigo Ciríaco, Ronaldo Cagiano, Rubem Mauro Machado, Santiago Nazarian, Sérgio Tavares, Susana Fuentes e Thiago Mourão.
Ednei Silvestre, por exemplo, recria em diálogo o desespero de um menino baleado; Noemi Jaffe escreve sobre o absurdo do ponto de vista da bala; Anita Deak escreve uma carta para Arthur, alvejado mesmo antes de nascer; Marcelo Moutinho e Santiago Nazarian aproximam o leitor do cotidiano e da emoção das mães que perderam seus filhos.
Para Katia Gerlach, a coletânea é “uma forma de unir escritores independente da visão política de cada um, em torno de um absurdo que enfrentamos diariamente”. Alexandre Staut destaca que “os autores cederam seus royalties e a editora reverterá a renda da edição para ações de educação, amparo e desenvolvimento de crianças e jovens em áreas de risco no Rio de Janeiro”.
O lançamento, com conversas sobre infância e violência, será no centro cultural Casa Porto, no dia 22 de novembro de 2017. Até lá o livro pode ser adquirido em pré-venda, com desconto e frete gratuito, no site da Ímã Editorial.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s